REBRATS
Sistema de Informação da Rede Brasileira de Avaliação de Tecnologias em Saúde
 Sociedade | V-2.0.4

Detalhe do Estudo Concluído

Nº : 448
Data de Cadastro: 16/04/2013
Título: Análise de Custo-Efetividade da Idade de Início do Rastreamento Mamográfico
Ano: 2010
Coordenador do estudo: Antonio Augusto de Freitas Peregrino
Equipe de pesquisadores: Cid Manso de Mello Vianna, Rosângela Caetano, Gabriela Bittencourt Gonzalez Mosegui, Carlos Eduardo Veloso de Almeida, Samara Cristina Ferreira Machado
Tipo de financiamento: Publico
Fonte de financiamento: Outros
Tecnologia avaliada: Mamografia
Objetivo do estudo: O objetivo deste estudo foi realizar uma análise de custo-efetividade da Idade de Início do Rastreamento Mamográfico em mulheres brasileiras.
População do estudo: Coorte hipotética de 100 mil mulheres
Tipo de estudo: Avaliação econômica em saúde
Desfechos: Total de indivíduos com resultados verdairamente positivos, falso postivos, veidadeiros negativos e falso negativos
Tipo de Avaliação Econômica: Custo efetividade
Intervenção: Aplicação de três cenários de rastreamento mamográfico: 1) Mamográfica bianual dos 50 anos até os 69 anos; (2) Rastreamento mamográfico anual a partir dos 40 anos; e (3) Extensão do cenário 1 até os 80 anos
Pespectiva do estudo: do SUS como prestador de serviço
Horizonte temporal: Expectativa de vida, especifica para o sexo e data de início na Coorte.

Métodos:

Medidas de desfecho/Resultado em saúde: Anos de vida ganhos ajustados pela qualidade (AVAQ/QALY)
Custos: Custo da investigação, diagnóstico, tratamento do cancer e acompanhamento.
Modelagem: Modelo dinâmico, determinístico, baseado em cadeias de Markov
Análise de Sensibilidade: Determinística
Taxa de desconto: 5% com variações na análise de sensibilidade
Classificação por agravo: Neoplasias
Natureza da tecnologia: Equipamentos
Natureza de aplicação da tecnologia: Rastreamento
URL(s) do estudo ou documento(s) do estudo: 03_artigo_analise_custo_inicio_rastreamento.pdf

Formulário com erros. Corrija os erros abaixo e envie novamente

Este estudo está aguardando a avaliação do Comitê Editorial da REBRATS.

Coordenação-Geral de Avaliação de Tecnologias em Saúde - CGATS
Departamento de Ciência e Tecnologia - Decit/SCTIE/MINISTÉRIO DA SAÚDE